Qui, 15 de Agosto de 2019
Rua Delfino Facchina, 61 (Cidade Ademar) - Americanópolis - São Paulo/SP - CEP 04409-080
Renuniões Públicas
Tarde 2ª,  4ª,  e Sábado: das 14hs30 às 16hs00
Noite 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª das 20hs30 às 21hs30 
Renuniões Públicas
Tarde 2ª,  4ª,  e Sábado: das 14hs30 às 16hs00
Noite 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª das 20hs30 às 21hs30 

Evangelho

O Mestre da Vida - Augusto Cury



Atualizado: 15/08/19


VOLUME 3
O Mestre da Vida – Augusto Cury
Cap. 7 – Dois Herodes violentando Jesus
258 – Jerusalém desperta e começa a ver uma cena inacreditável 

Eram entre sete e oito horas da manhã. Jesus seria crucificado às nove horas. Diversas pessoas viram uma cena espantosa. Jesus saiu da casa de Herodes inchado, cheio de hematomas, cambaleante e vestido com um manto espalhafatoso, e foi em direção à Fortaleza Antônia, onde se encontrava Pilatos.

A notícia inacreditável já havia começado a se espalhar desde a primeira caminhada até Pilatos e a segunda até Herodes. Muitas pessoas foram para as ruas. Agora, ao verem Jesus saindo da casa de Herodes, os rumores se espalharam como fogo. Jerusalém começava a despertar para o que estava acontecendo. Descobriram que até seus discípulos o tinham abandonado.

Os habitantes de Jerusalém, bem como os milhares de homens e mulheres que vinham de lugares longínquos para ver Jesus, ficaram chocados. Não podiam crer que o mais forte e brilhante dos homens estivesse tão frágil e solitário. Não era possível que aquele homem único que ressuscitara mortos estivesse morrendo.

A fé das pessoas ficou profundamente abalada. A possível revolta para defender o mestre deu lugar ao espanto. Não conseguiam se recompor e muito menos culpar o sinédrio, pois quem estava à frente do julgamento era o poderoso Império Romano.

Jesus caminhava em direção a Pilatos. Para seus inimigos, o sofrimento do mestre era um espetáculo de sarcasmo; para os que o amavam, um espetáculo de dor. Eles morriam por dentro ao vê-lo sofrer.

Os discípulos não dormiram. Passaram a noite acordados, chorando por ter abandonado seu amado mestre, angustiados por saber que ele estava sendo mutilado por seus inimigos. O desespero de Pedro era grande. Contou para os outros que o mestre tinha sido barbaramente espancado e que ele o negara três vezes. Ninguém sabia o que fazer. O mundo parecia desabar sobre eles. Foi uma noite inesquecível.

Fim do volume 3​

Estudos dos Evangelhos

O Evangelho segundo o Espiritismo - Allan Kardec

 LIVRO EM ESTUDO   O MESTRE DA VIDA - AUGUSTO CURY
 LIVRO TEMA:   O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO