Qui, 24 de Setembro de 2020
Rua Delfino Facchina, 61 (Cidade Ademar) - Americanópolis - São Paulo/SP - CEP 04409-080
Renuniões Públicas
Tarde 2ª,  4ª,  e Sábado: das 14hs30 às 16hs00
Noite 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª das 20hs30 às 21hs30 
Renuniões Públicas
Tarde 2ª,  4ª,  e Sábado: das 14hs30 às 16hs00
Noite 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª das 20hs30 às 21hs30 

Evangelho

O Mestre do Amor - Augusto Cury



Atualizado: 24/09/20


VOLUME 4 - O Mestre do Amor – Augusto Cury 
Cap. 6 – A 1ª. hora: cuidando de seu Pai e perdoando homens indesculpáveis  
313 – Oito grandes implicações da 1ª. frase de Cristo 


Os textos são claros. Jesus disse uma das suas mais célebres frases, talvez a maior delas, no auge da dor, na primeira hora da sua crucificação. 

Ao clamar “Pai, perdoa-os porque eles não sabem o que fazem”, ele resumiu em poucas palavras a sua grande missão, o seu projeto transcendental e as entranhas do seu ser.  

Esse pensamento é de tal forma elevado e possui tantas vertentes que, como disse, é impossível entendê-lo plenamente. 

Essa frase preparou o caminho para que, nos últimos minutos de vida, Jesus produzisse um outro pensamento ainda mais incompreensível.  

Jesus volta-se agoniado para Deus e pergunta porque Ele o abandonou.  

Examinaremos todos esses pensamentos detalhadamente. 

Vou abordar resumidamente as implicações da primeira frase do mestre.  

Elas são algumas das pedras preciosas mais importantes que garimpei na história do homem Jesus.  

Estudos dos Evangelhos

Click no link abaixo, para ver o livro desejado

 LIVRO EM ESTUDO   O MESTRE DO AMOR - AUGUSTO CURY
 LIVRO TEMA:   O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO