Sáb, 25 de Junho de 2022
Rua Delfino Facchina, 61 (Cidade Ademar) - Americanópolis - São Paulo/SP - CEP 04409-080
Renuniões Públicas
Tarde 2ª e Sábado das 14hs30 às 16hs00
Noite 4ª e 5ª das 20hs30 às 21hs30 
 
Renuniões Públicas
Tarde 2ª e Sábado das 14hs30 às 16hs00
Noite 4ª e 5ª das 20hs30 às 21hs30 
 

Mediunidade

TEORIA DA MEDIUNIDADE – Zalmino Zimmermann


  
TEORIA DA MEDIUNIDADE – Zalmino Zimmermann


Atualizado: 25/06/2022

AULA 13: VI- VIDÊNCIA– PARTE II
Vidência Autoscópica ([1])


É um tipo muito raro e peculiar de vidência, que faculta a percepção, por parte do vidente, dos seus próprios órgãos internos.

Supõe-se que nesse tipo de fenômeno - uma espécie de “autovidência” - verifica-se um desprendimento perispiritual maior, por parte do sujeito.

Poucos são os médiuns conhecidos, dotados também da vidência autoscópica, mas, no Brasil, Carlos (Cármine) MIRABELLI deixou testemunhos notáveis.

Relata, por exemplo, o médico e pesquisador Thadeu MEDEIROS, seu amigo, fato ocorrido em um dos encontros acontecidos com o médium:

“Tendo enviado sua urina para exame, veio ao meu consultório. (...) Após alguns instantes, ele viu o seu próprio organismo assolado por desordens hepáticas e renais, o que foi plenamente confirmado pelos testes urinários. Essas lesões, no entanto, eram apenas aparentes, não representando nenhuma moléstia grave, sendo, apenas, desordens oriundas do exaustivo trabalho das suas atividades mediúnicas.” ([2])

Ernesto BOZZANO refere-se a uma médium norte- americana, Maria Reynes, célebre por sua vidência e cujos trabalhos eram acompanhados e divulgados pelo pesquisador Dr. PAGENSTECHER.

Em um de seus depoimentos, relata a médium:

“Quando me ordenam que veja, percebo o interior do meu estômago e nele, nitidamente, a úlcera que me atormenta, sob a forma de sangrenta mancha vermelha. Vejo a forma do meu coração e sinto-me capaz de ver o cérebro do doutor, desde que me ordene.

Assim foi que, muitas vezes, lhe vi no cérebro a imagem radiosa da sua genitora, bem como de pessoas outras nas quais ele estava pensando, sem mo dizer.

E sempre que assim sucedia, confessava-me ele que as imagens por mim recebidas eram perfeitas. (American Proceedings of S. P. R., vol. XVI, página 113).([3]) 

Vidência Aloscópica ou Heteroscópica             

É outra modalidade da visão do interior humano. Diferentemente, porém, da vidência autoscópica, o vidente possui a faculdade de ver, com detalhes, os órgãos internos de outra pessoa. Quando assistido por médico espiritual, tal vidência possibilita ao médium acompanhar o diagnóstico e a receita que lhe é transmitida pela audiência, faculdade que seguidamente se manifesta associada à vidência.

A literatura espírita descreve numerosos casos comprovados desse tipo de vidência. Dentre eles, destacam- se os que foram protagonizados por Jackson Davis, um dos mais famosos médiuns norte-americanos.

Entre suas descrições, destacam-se duas, particularmente significativas.

A primeira diz respeito a um caso de desencarnação, assim relatada:

“Coloquei-me de modo a não ser visto ou interrompido nas minhas observações psíquicas, e pus-me a estudar os misteriosos processos da morte.

Vi que a organização física não podia mais bastar às necessidades do princípio intelectual; diversos órgãos internos pareciam, porém, resistir à partida da alma. O sistema muscular procurava reter as forças motrizes. O sistema vascular debatia-se para reter o princípio vital; o sistema nervoso lutava quanto podia para impedir o aniquilamento dos sentidos físicos, e o sistema cerebral procurava reter o princípio intelectual. O corpo e a alma, como dois cônjuges, resistiam à separação absoluta um do outro. Esses conflitos internos pareciam a princípio produzir sensações penosas e perturbadoras. Foi com satisfação que percebi que tais manifestações físicas indicavam – não a dor ou o sofrimento, porém apenas a separação da alma e do organismo.” ([4])

Outra descrição de Jackson DAVIS, diz com a sua visão espiritual a distância, associada a vidência aloscópica, em um processo de peculiar desprendimento. Relata o médium:

“A minha percepção (...) continuou a desenvolver-se. A superfície da terra, em um raio de centenas de milhas, se tornou transparente como a mais cristalina água. Eu via os miolos, as vísceras e todo o sistema anatômico dos animais que naquele momento dormiam ou pastavam nas florestas orientais, centenas e mesmo milhares de milhas distantes do lugar onde me achava.” ([5])

Na atualidade, vários e importantes depoimentos chegam a minúcias impressionantes.

A médium norte-americana, Barbara BRENNAN, por exemplo, explica:
“Se eu desejo ver um órgão, focalizo-o. Se desejo ver o interior do órgão ou uma parte especial dele, focalizo esse interior ou essa parte. Se desejo ver um microrganismo que está invadindo o corpo, focalizo-o. Recebo dessas coisas imagens que se diriam normais. Um fígado bom e saudável, por exemplo, tem uma coloração vermelho-escura, exatamente igual a que se apresenta a visão normal. O fígado ictérico terá urna coloração enfermiça, marrom-amarelada. O fígado de uma pessoa submetida a quimioterapia geralmente se apresenta marrom-esverdeado. Os microrganismos, de certo modo, tem o aspecto que apresentam ao microscópio.” ([6])


[1] O vocábulo autoscopia (do gr. autos + skopein + ia) foi utilizado pelo Dr. Paulo SOLLIER, que o empregou na monografia “Les Phénomènes d’Autocospie" (Paris, 1903). (Conf. LOUREIRO, Carlos Bernardo. Dos Raps à Comunicação Instrumental. Rio de Janeiro: LORENZ, 1993, p. 81)
[2] In Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, ed. de 12 de janeiro de 1934. (Cf. PALHANO JR., L. Mirabelli: Um Médium Extraordinário. Rio de Janeiro: CELD, 1994, pp. 125 e 126.)
[3] BOZZANO, Ernesto. Pensamento e Vontade. 4. ed. Rio de Janeiro: FEB, 1970, p. 20. Trad. M. Quintão.
[4] Cf. MIGUEL, Alfredo. Fenômenos Espíritas e Anímicos. 2ª. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 1989, p. 87.
[5] ZOLLNER, J. K. Friedrich. Op. cit., pp. 131 e 132.
[6] BRENNAN, Barbara Ann. Mãos de Luz. São Paulo: PENSAMENTO, 1997, p. 219.
 
 

CLICK NO LINK ABAIXO PARA VER O LIVRO DESEJADO:

 TEMA DESTA PÁGINA - MEDIUNIDADE:
   ESTUDO SOBRE MIRABELLI - APOSTILA COMPLETA
    LIVRO BÁSICO DA PÁGINA: O LIVRO DOS MÉDIUNS